Sindicato pede direito de resposta ao Berimbau Notícias

Na manhã desta quinta, 27, a equipe de reportagem do Berimbau Notícias foi procurada pelos líderes do sindicado. Eles solicitaram o direito de resposta em relação a suporta agressão recebida por Nadia Miranda na terça-feira, 25.

Uma militante do sindicato, que preferiu não se identificar, relatou o que realmente aconteceu. “Eu estava na porta da empresa e a funcionária tentou entrar e eu não a deixei passa, então ela me chamou de mal educada e quando eu estava de costas, Nadia puxou meus cabelos e me agrediu verbalmente. Eu não dei queixa pois defendo os trabalhadores e sei que ela estava exaltado” declarou.

Essa versão foi confirmada por vários funcionários da empresa de eletrodomésticos Mondial .

Já “Cebola” um dos líderes do sindicato, em entrevista ao Berimbau Notícias, falou sobre a dimensão que a greve alcançou.“Como vocês estão observando a adesão dos trabalhadores que antes era de 90%, hoje já chega a 98% dos funcionários em greve. Nós não aceitamos a proposta  da empresa que foi exposta na Superintendência  Regional do Trabalho com a doutora Isa, os trabalhadores não concordaram”disse.

“Cebola” falou que antes as reivindicações eram divididas em doze pontos, mas que foram reduzidas para cinco. “Os cincos pontos para retornarmos ao trabalho agora são: auxílio transporte, auxílio refeição,estabilidades para todos os grevistas de seis meses,que não descontem o salário nem nos prêmios,um plano de saúde digno e a PLR, que já e nossa, seja paga até o dia 28 de fevereiro” relatou.

A Mondial também divulgou mais uma nota manhã desta sexta-feira (28), confira:

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Botão Voltar ao topo
Web Statistics