SANGUE DERRAMADO! Operação mais letal da história do Rio de Janeiro deixa 25 mortos

Uma operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro deixou 25 pessoas mortas na manhã desta quinta-feira (6/5) na comunidade de Jacarezinho, Zona Norte da cidade. De acordo com a Polícia Civil, 24 suspeitos foram mortos.
VOCÊ VIU? GRANDE AÇÃO! Mondial Eletrodomésticos doa 20 toneladas de alimentos em Conceição do Jacuípe e Região

A 25ª vítima é o policial civil André Farias, que foi atingido por um tiro na cabeça. O agente de 45 anos chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu. Outros dois policiais foram atingidos  durante o confronto.

No meio do fogo cruzado, também foram atingidos dois passageiros da linha 2 do metrô. Os passageiros feridos no trem foram identificados como Rafael M. Silva, de 33 anos e Humberto Gomes V. Duarte, de 20. Rafael foi levado para o Hospital Salgado Filho e deixou a unidade à revelia, segundo a Secretaria municipal de Saúde. Ele seguiu para o Hospital da Marinha, Já Humberto foi levado para o Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro. Seu estado de saúde é estável. Um morador também se feriu dentro de casa. Ele levou um tiro no pé e passa bem.

Segundo a Polícia, até 15h30, a operação que teve a participação de 250 polícias, 4 blindados e 2 helicópteros já tinha apreendido 15 pistolas, 6 fuzis, 1 sub-metralhadora e munições antiaérea
Esta foi a operação com o maior número de mortos dentro de uma comunidade, segundo a plataforma Fogo Cruzado. A Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu operações nas favelas durante a pandemia desde junho do ano passado, mas a Polícia Civil do Rio de Janeiro conseguiu uma autorização com o Ministério Público. A operação investiga o aliciamento de crianças e adolescentes para ações criminosas. A investigação apontou 21 suspeitos.
VEJA FOTOS
VEJA VÍDEO

 

Mande fotos e vídeos com os acontecimentos de seu bairro para o WhatsApp do Fala Genefax (75) 9 9190-1606

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Botão Voltar ao topo
Web Statistics